Conecte com a gente




Internacional

MUNDO: Tóquio avalia danos causados pela passagem do Tufão Faxai

Uma pessoa morreu e pelo menos 41 ficaram feridas, além de milhares de residências terem ficado sem energia elétrica.

Editoria Jornal O Cristão

Publicado

em

A população de Tóquio ainda está avaliando a extensão dos danos causados pelo poderoso tufão Faxai, que atingiu a capital com forte chuva e ventos com as velocidades mais altas já registradas na área. Uma pessoa morreu e pelo menos 41 ficaram feridas, além de milhares de residências terem ficado sem energia elétrica.

Representantes da Agência de Meteorologia do Japão informaram que, às 15h desta segunda-feira, o tufão Faxai se encontrava na província de Fukushima e se movimentava em direção ao nordeste.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os ventos quebraram recordes de velocidade em algumas áreas, com a cidade de Chiba sendo afetada por ventos com mais de 200 quilômetros por hora.

Uma mulher em Tóquio morreu em consequência de uma forte rajada de vento que a teria derrubado contra um muro.

Duas torres de transmissão de energia foram derrubadas em uma área montanhosa. Elas faziam parte da rede de suprimento de energia elétrica para áreas na província de Chiba.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Companhia de Energia Elétrica de Tóquio informa que, até as 14h de hoje, mais de 800 mil residências permaneciam sem eletricidade.

A tempestade também afetou o serviço de trens para milhões de usuários. Os serviços nas redes ferroviárias foram suspensos, incluindo os do trem-bala Shinkansen para outras partes do país. No entanto, os trens já estão voltando a operar normalmente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais de 160 voos domésticos foram cancelados.

Empresas

O Tufão Faxai interrompeu a operação de serviços em algumas empresas em Tóquio e áreas próximas.

A Sony suspendeu a produção de sua fábrica na província de Chiba hoje de manhã devido a uma queda no fornecimento de energia elétrica. A fábrica produz os consoles do videogame PlayStation 4.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fonte: Agência Brasil

Comentar este Artigo:
Continue lendo
Publicidade



PUBLICIDADE