E-mail

contato@ocristao.com.br

WhatsApp

(69) 98495-2368

ATAQUES

Muçulmanos quenianos arriscam suas vidas para salvar 20 cristãos do ataque al-Shabaab

Em uma demonstração de solidariedade, um grupo de muçulmanos alertou um grupo de 20 trabalhadores da construção civil - a maioria cristãos - sobre um ataque iminente de um grupo fundamentalista jihadista em Kutulo, no Quênia.

03/08/2019 15h25
Por: Editoria - Jornal O Cristão
Fonte: Christianheadlines
27

De acordo com a Premier UK, um grupo de muçulmanos locais foi informado de que um grupo terrorista jihadista - al-Shabaab - estava planejando um ataque contra “trabalhadores cristãos não locais” construindo um hospital do governo em Kutulo. O ataque estava marcado para o dia 21 de julho e, quando os moradores locais foram informados do possível ataque, eles rapidamente informaram os trabalhadores para deixar o local da construção. 

Os muçulmanos ajudaram os trabalhadores cristãos a evacuar a área antes de enfrentar os pistoleiros quando eles chegaram.

“Eles confrontaram os pistoleiros que seguiram para o local e não conseguiram o que queriam. [Os atacantes] abriram fogo, mas ninguém ficou ferido antes de escaparem ", disse o comissário regional do nordeste, Mohamed Birik, de acordo com a Premier UK .

De acordo com o cão de guarda de perseguição Portas Abertas , o ataque fracassado ocorreu no condado de Mandera, que fica perto da fronteira Quênia-Somália. Segundo relatos, na Somália, a maioria dos cristãos oculta sua fé por medo de perseguição.

Portas Abertas está chamando o ato de heroísmo pelos muçulmanos de uma "demonstração de solidariedade".

O watchdog relata: "A área parece mais com a Somália do que com o Quênia e geralmente é um lugar muito hostil para os cristãos. A maioria dos crentes que moram aqui vieram de outras áreas do país para trabalhar e outros para o ministério. Mas eles são tratados como indesejados". pessoas de fora e enfrentam muito assédio e a contínua ameaça de ataques al-Shabaab direcionados ”.

Um funcionário da Portas Abertas acrescentou: "Por favor, agradeça ao Senhor conosco que outro banho de sangue foi evitado. Ore para que esse tipo de ação se torne a nova norma nesta área. Ore pela proteção daqueles que tomaram essa atitude ousada".

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários