Conecte com a gente




Economia

ECONOMIA: Ganhos do Brasil com exportação são temporários, diz diretor da OMC

Em painel no fórum, o diretor afirmou que essa guerra não é benéfica para o mundo.

Editoria Jornal O Cristão

Publicado

em

Ao participar hoje (5) do 7º Fórum de Agricultura da América do Sul, em Curitiba, o diretor da Divisão Agrícola e de Commodities da Organização Mundial do Comércio (OMC), Edwini Kessie, disse que os ganhos atuais do Brasil com o aumento nas exportações são temporários, principalmente de soja para a China, em meio à guerra comercial do país asiático com os Estados Unidos.

Kessie destacou que, se o Brasil aumentar agora os investimentos para exportar mais soja, quando os Estados Unidos voltarem a vender o produto para a China, a tendência é que os preços caiam, o que pode prejudicar o setor brasileiro.

Sobre o impacto da guerra comercial na economia mundial, ele disse que, se houver acordo no curto prazo, os efeitos não serão significantes.

Em painel no fórum, o diretor afirmou que essa guerra não é benéfica para o mundo, porque gera incertezas. “Isso não é bom para os negócios que requerem previsibilidade”.

Balança comercial

Para o consultor em comércio exterior Fábio Carneiro Cunha a tendência é que o Brasil mantenha ganhos na balança comercial por mais um ano.

Ele destacou, entretanto, que a disputa entre os dois países também gera o efeito de aumento das importações de produtos eletrônicos e plástico, por exemplo, o que afeta a indústria brasileira. Segundo o diretor, isso ocorre porque China e Estados Unidos, passam a enviar esses produtos para países como o Brasil.

“Houve aumento de exportação de soja, de milho. Mas ao mesmo tempo, houve aumento de importações dos dois países de setores que já sofrem com isso, como o de comércio eletrônico e plástico. Então, quem está preparado para exportar tem um benefício transitório, mas quem tem normalmente dificuldades com o comércio exterior está sofrendo ainda mais”, afirmou.

A disputa comercial iniciada entre entre China e Estados Unidos no ano passado aumentou as exportações brasileiras para a China em US$ 8,1 bilhões, em 2018, em comparação com o ano anterior. As vendas nacionais passaram de US$ 22,589 bilhões, em 2017, para US$ 30,706 bilhões.

O maior salto em valor de exportação ocorreu com a soja. Produtores chineses compraram US$ 7 bilhões a mais no ano passado do que em 2017. Os dados são de levantamento divulgado em maio pela Confederação Nacional da Indústria, que cruzou dados de produtos americanos que tiveram os impostos de importação elevados.

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo
Publicidade
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Criança de 6 anos usa dinheiro de viagem de aniversário da Disney World para alimentar os evacuados do furacão Dorian

Editoria Jornal O Cristão

Publicado

em

Um compassivo garoto de 6 anos da Carolina do Sul usou o dinheiro que economizou para uma viagem à Disney World para ajudar a alimentar os apanhados no furacão Dorian.

Jermaine Bell, que deve completar sete anos em alguns dias, usou o dinheiro que economizou para uma viagem de aniversário ao Disney World Animal Kingdom para comprar centenas de cachorros-quentes, batatas fritas e garrafas de água para aqueles que fogem de suas casas antes da chegada do chegada da tempestade.

“As pessoas que estão viajando para ir a lugares, eu queria que eles tivessem comida para comer, para que pudessem aproveitar o passeio até o local onde ficarão”, disse ele à  WJBF . “Eu queria ser generoso e viver para dar.”

De acordo com a  CNN , esse jovem único estava pacientemente na estrada, segurando duas placas artesanais para chamar a atenção das pessoas que estavam se afastando do perigo – em um dia, ele serviu cerca de 100 evacuados.

Mas Jermaine não parou de fornecer alimento físico aos residentes assustados, ele também se ofereceu para ajudá-los espiritualmente, perguntando: “quer que eu ore por você?”

“Ele até orou por uma família enquanto eles estavam aqui, em referência à casa deles estar bem quando voltaram, o que realmente caiu em lágrimas”, explicou a avó de Jermaine.

Jermaine acrescentou que ainda planeja “ir ao Animal Kingdom e ver muitos leões e fazer uma festa do Rei Leão”, depois que a tempestade passar.

A bondade do garoto não passou despercebida, com o famoso evangelista Franklin Graham elogiando-o nas mídias sociais. “Que impacto – caminho a percorrer Jermaine! Jesus disse: ‘É mais abençoado dar do que receber’ ( Atos 20:35 ) ”, escreveu Graham   no Facebook.

Ele continuou: “O sétimo aniversário de Jermaine está chegando em 8 de setembro. Você deseja a ele um feliz aniversário e que ele saiba o que pensa sobre suas ações generosas e atenciosas nos comentários abaixo?”

Deus abençoe esse garoto incrível!

Fonte: ChristianHeadlines

Continue lendo

Economia

Nova CPMF enquadraria até Netflix e Uber, diz Paulo Guedes

Guedes defende que seja criado um imposto nos mesmo moldes da antiga CPMF (Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira).

Editoria Jornal O Cristão

Publicado

em

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira (5) que a sociedade terá que tomar uma decisão sobre a volta de um imposto sobre movimentação financeira.

Guedes defende que haja uma diminuição nos encargos trabalhistas, mas que em contrapartida seja criado um imposto nos mesmo moldes da antiga CPMF (Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira), aplicada entre 1997 e 2007. O ministro disse que seria uma maneira de taxar, por exemplo, transações financeiras relacionadas a empresas como Netflix (streaming) e Uber (aplicativo de transporte).

“O que você prefere? Bota 0,2% aí, o FHC criou [a CPMF], arrecadou tão bem. O padre pagou, o traficante pagou, porque almoçou tá lá cobrando. Então vamos ter que escolher, cair o encargo trabalhista de 20% para 10%, 15%, com o imposto sobre movimentação junto”, afirmou Guedes.

“Vamos dar essa escolha para a sociedade. Como pego o Netflix, o Uber? Assim eu pego. Podemos arrecadar R$ 100 bilhões, R$ 150 bilhões e podemos criar também 5 milhões de empregos com a diminuição do encargo trabalhista.”

O ministro deu uma palestra a empresários em Fortaleza, em sua primeira visita ao Nordeste desde que assumiu a pasta, em janeiro. O imposto, que ainda não tem nome, entraria na reforma tributária que será enviada ao Congresso nos próximos meses. Guedes não deu uma data precisa de quando será finalizada a proposta.

O ministro falou também sobre a reforma da Previdência e agradeceu ao senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) por incluir estados e municípios no texto que será analisado pelo plenário do Senado depois de aprovado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), mas lamentou o que chamou de desidratação em alguns pontos que deve dimimuir a economia nos gastos do governo de R$ 1 trilhão para pouco mais de R$ 900 bilhões em dez anos. Tasso estava na plateia.

“Lamento a desidratação original, entendo mas lamento, mas agradeço a inclusão dos estados e municípios. Acredito que o Senado vai recompor a estrutura básica no plenário. Vimos mais de um milhão de pessoas nas ruas aprovando a reforma, isso é maturidade. O problema do Brasil foram 40 aos de descontrole dos gastos público”, disse Guedes, que reiterou que será necessário fazer um sistema de capitalização senão a cada cinco anos será preciso outra reforma da Previdência.

“Não é a solução definitiva [o que foi aprovado]. Vai limpar o horizonte uns 15 anos, mas lá na frente vai voltar o fantasma”, disse.

Ele afirmou ao final não estar frustrado com o crescimento projetado para 2019 -segundo o IBGE o país cresceu 0,4% no segundo trimestre e a projeção para o ano é de 1%.

“Não estou frustrado, o orçamento previa 2,5% de crescimento, mas vai crescer meio mesmo, o Brasil está acuado, está lá no chão”, afirmou. 

Fonte: Notícia ao Minuto

Continue lendo

Economia

BR-364: ultrapassagem indevida causa acidente entre carro e caminhão

Motorista tenta realizar ultrapassagem indevida em rotatória da BR-364

Editoria Jornal O Cristão

Publicado

em

O acidente de trânsito aconteceu na tarde desta sexta-feira, 06 de Setembro, na rotatória da BR-364 que dá acesso a avenida Paraná, no bairro Industrial Tancredo Neves, em Vilhena.

Conforme apurado, o motorista do veículo Peugeot 207 Passion de cor preto e placas de Vilhena/RO e transitava pela avenida Paraná e ao acessar a rotatória, tentou passar pela direita de um caminhão, provocando o acidente.

O motorista do caminhão Scania 480 de cor vermelho e placas de Vilhena/RO transitava no mesmo sentido, e estava realizando conversão para seguir pela BR-364 sentido Porto Velho, quando atingiu o carro cujo motorista realizava ultrapassagem indevida.

Ambos envolvidos não sofreram ferimentos e trocaram dados pessoais para futuro registro de ocorrência na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP).

Fonte: Rota Policial News

Continue lendo


PUBLICIDADE