Conecte com a gente




Capital

Governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha destaca esforço conjunto para o enfrentamento as queimadas e incêndios

Editoria Jornal O Cristão

Publicado

em

O combate acirrado à queimadas e incêndios florestais em Rondônia é a missão da Operação Jequitibá deflagrada neste sábado (24) pelo governo estadual em ação integrada com o Exército Brasileiro e órgãos ligados ao Ministério do Meio Ambiente.

Frente a uma das temporadas mais secas e com registros de focos de calor, o governo de Rondônia convocou órgãos parceiros para o planejamento de uma operação que desse resposta à altura da necessidade de enfrentamento a crimes ambientais.

A Operação Jequitibá conta com a participação de 70 profissionais, sendo 18 do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), 19 agentes do PrevFogo (Ibama) e 33 militares do Exército Brasileiro. Ao todo, 32 viaturas serão utilizadas, entre as de combate ao fogo, ambulâncias, caminhões, motos e quatro cisternas de água.

‘‘Hoje se inicia a Operação Jequitibá do Corpo de Bombeiros do Estado, e o Exército Brasileiro e a Aeronáutica se propuseram a apoiar em tudo que for possível, para conseguimos combater juntos as queimadas e incêndios’’, disse o governador Marcos Rocha reforçando que o Estado segue firme a realização de ações conjuntas pelo bem comum, como a de coibir danos ao meio ambiente.

“Parabenizo o governo de Rondônia pela proatividade em iniciar a Operação Jequitibá e atendendo à solicitação do governo estamos dando apoio logístico que consistirá na montagem de bases de combate que possibilitarão o emprego mais rápido, mais efetivo e mais eficaz de todos os parceiros envolvidos’’, disse o comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, o general de Brigada José Eduardo Leal de Oliveira.

OPERAÇÃO DE GARANTIA DA LEI E DA ORDEM

O governador coronel Marcos Rocha também solicitou do governo federal apoio das Forças Armadas para o combate à queimadas e incêndios florestais em Rondônia e teve resposta positiva do presidente Jair Bolsonaro, que assinou ontem (23), o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). ‘‘Fiz esse pedido justamente pela preocupação com aumento de casos de problemas respiratórios na nossa sociedade, e também para combater o que está prejudicando o nosso meio ambiente’’, esclarece o governador. Ele explicou ainda que neste momento os trabalhos se concentram no planejamento da operação.

Governador Marcos Rocha consegue apoio do governo federal para reforço das Forças Armadas no combate à queimadas e incêndios em Rondônia

‘‘Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro pelo atendimento ao pedido de GLO para que pudéssemos ter aqui apoio das Forças Armadas no combate às queimadas e incêndios criminosos e agradeço, também, ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pelas ações que vem desenvolvendo. Já encaminharam recursos, inclusive aeronaves para serem utilizadas para apagar esses incêndios’’, pontua Marcos Rocha.

‘‘Essa operação quando se transformar na de Garantia da Lei e Ordem vai potencializar o sucesso que já teremos com a Operação Jequitibá, os esforços serão cada vez mais intensos, inclusive o efetivo poderá até quadriplicar para vencer os desafios e reforço que estaremos sempre juntos para combater aquilo que tanto nos dói o coração, que são os crimes ambientais’’, disse o comandante José Eduardo Leal de Oliveira.

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

O governo de Rondônia juntamente com o governo federal trabalham alinhados para que a preservação da Amazônia se fortaleça com um trabalho firme contra crimes ambientais, ao mesmo tempo que busca soluções para que haja desenvolvimento para a população através de iniciativas sustentáveis.

No Estado, este mês a ministra de Agricultura, Tereza Cristina, participou da assinatura do contrato de concessão do manejo da Floresta Nacional do Jamari, considerada uma iniciativa forte no combate ao desmatamento e na criação de uma base de economia sustentável com geração de emprego e renda.

Rondônia também busca atualizar o Zoneamento Socioeconômico Ecológico para otimizar o uso do território, definido de forma mais eficiente os espaços de preservação e as áreas produtivas.

Desta forma, os governos federal e estadual escrevem juntos um novo cenário de desenvolvimento que exigirá a superação de problemas históricos na região e a tomada de decisões importantes de como resgatar nos brasileiros a responsabilidade de cuidar da Amazônia, com a propriedade de quem vive e é afetado diretamente pelo que acontece na região.

Por Vanessa Moura/Secom


Capital

PORTO VELHO: Acusado leva terçadada no rosto após tentar furtar carro na Zona sul

O caso aconteceu na frente do imóvel da vítima localizado na Rua Tamareira, bairro Castanheira.

Editoria Jornal O Cristão

Publicado

em

 O casal Rafael Y. D. do N., 26 anos e Ramila de S. T., 27 anos, foi preso no final da tarde desta sexta-feira (06), após eles tentarem furtar um automóvel modelo Fiat Uno na frente do imóvel da vítima localizado na Rua Tamareira, bairro Castanheira, região sul de Porto Velho.

 De acordo com informações da vítima, ele estava roçando o quintal com um facão, quando percebeu que seu carro estava sendo furtado e mais a frente o carro parou e uma mulher entrou no veículo e saíram em alta velocidade, a vítima rapidamente seguiu o veículo com ajuda de populares e se aproximou e mandou o suspeito sair do  carro e nesse momento ele fez menção de pegar uma arma e a vítima deu uma terçadada no rosto do suspeito que ainda tentou acelerar o veículo e acabou batendo deixando a frente do automóvel amassado, e mesmo lesionado ele ainda tentou correr e foi preso mais a frente com a comparsa.

Suspeito

A vítima levou um corte na cabeça devido ter sofrido uma queda no momento que tentou abordar o suspeito e foi levado para UPA sul para sutura. O suspeito que estava com o rosto cortado também foi levado para o hospital João Paulo II para que pudesse receber atendimento médico e posteriormente encaminhado para central de flagrantes juntamente com com a suspeita Ramila.

Fonte: NewsRondonia

Continue lendo

Capital

Irmão mata a irmã com tiro na cabeça por dívida na zona leste de Porto Velho

Após ser constatada a morte da vítima, dois elementos, ambos com 19 anos, entraram na casa e pegaram a arma que estava jogada e saíram, porém foram alcançados por populares.

Editoria Jornal O Cristão

Publicado

em

Porto Velho, Rondônia – Um jovem identificado como Ítalo Venâncio Lima Vieira, 18 anos, matou a própria irmã,  Davilla Vitória Lima Vieira, 19 anos, com um tiro na cabeça durante a noite desta  sexta-feira (06), no quarto de uma residência localizada na rua Cabo Verde, bairro Três Marias, setor leste de Porto Velho. O atirador foi preso horas depois. 

De acordo com informações de  testemunhas, a vítima estava no quarto quando o irmão chegou e cobrou uma suposta dívida  e logo em seguida  efetuou um disparo na cabeça dela, quase à  queima roupa. O elemento ainda esperou a chegada do Samu; só então fugiu correndo.

Após ser constatada a  morte  da vítima, dois elementos,  ambos com 19 anos, entraram na casa e pegaram a arma que estava jogada e saíram, porém foram alcançados por populares. A  Polícia Militar militar  prendeu a dupla com a  arma de fogo calibre 28 de fabricação caseira.

Qustionados sobre a arma, um deles disse à polícia que era de sua propriedade e que havia emprestado para o acusado, mas  não fazia ideia sobre um possível crime, quanto mais contra a própria irmã.

Mais tarde, policiais da Delegacia de Crimes Contra a Vida prenderam Ítalo Venâncio. 

Arma do crime resgatada do local por dois elementos, que acabaram presos

Fonte: Tudo Rondônia

Continue lendo

Capital

NA CAPITAL: Mulher tenta matar vizinho a tiros, mas acaba acertando adolescente

Quando a Polícia Militar foi acionada, o adolescente já estava recebendo atendimento médico na UPA.

Editoria Jornal O Cristão

Publicado

em

Um adolescente de 16  anos foi baleado na noite de quinta-feira (06) em uma residência localizada na zona Leste de Porto Velho (RO). Ele teria sido vítima de bala perdida.

Quando a Polícia Militar foi acionada, o adolescente já estava recebendo atendimento médico na UPA. Ele foi alvejado no braço esquerdo, o disparo transfixou e ficou alojado no tórax dele.

Aos policiais, o adolescente contou que a autora do disparo teria sido uma mulher de prenome Rafaela que pretendia matar o vizinho dele, mas acabou o acertando. A suspeita do crime não foi encontrada e o adolescente baleado foi transferido pelo Samu ao hospital João Paulo II. A Polícia Civil irá apurar o caso.

Fonte: Rondoniaovivo

Continue lendo


PUBLICIDADE